Marco das Três Fronteiras Vale a Pena? Tudo o que Você Precisa Saber!

A fim de ajudar quem gosta de viajar para conhecer novos países, viemos comentar sobre o Marco das Três Fronteiras. Você sabe por que ele recebe esse nome? Em resumo, trata-se do local em que é possível ver, ao mesmo tempo, os territórios do Brasil, Argentina e Paraguai e tem grande fama. Mas, apesar disso, será que viajar para o Marco das Três Fronteiras vale a pena?

No entanto, para quem acha que a visita serve apenas para apreciar a bela vista, está enganado! O passeio turístico ainda envolve grandes atrações artísticas e diversidade gastronômica para ficar na memória de todos.

Por isso, se você ainda está em dúvida sobre a viagem para Foz do Iguaçu, no Paraná, para conhecer o Marco das Três Fronteiras, reunimos aqui as principais informações para ajudar na decisão.

Se estiver curioso para saber sobre valor do ingresso, horário de funcionamento, dados sobre hotelaria e outras localidades próximas, nós ajudamos.

Continue lendo e descubra o que esse lugar mágico tem a oferecer!

Localização

Onde fica?

O Marco das Três Fronteiras fica localizado exatamente na Avenida General Meira, sem número, Jardim Eldorado.

O espaço está situado em Foz do Iguaçu, no Paraná, que também é conhecida pelas Cataratas, ponto turístico do sul brasileiro.

Lugares próximos ao Marco das Três Fronteiras

  • Espaço das Américas
  • Ponte Internacional da Integração
  • Hospedagem Delci Gomes

Quais são as principais atrações do Marco das Três Fronteiras?

Como já mencionamos anteriormente, a visita ao local é marcada por uma união de eventos arquitetônicos, culinários e artísticos.

A seguir, você poderá conhecer melhor cada um desses aspectos para saber o que esperar, mas lembre-se: mesmo que as fotos e textos sejam detalhadas, a experiência presencial do Marco das Três Fronteiras é indescritível.

Arquitetura

O Marco em si é simbolizado por um obelisco que tem mais de cem anos e conta com uma mensagem de paz repassada pelos antepassados.

Uma linda fonte cerca o local e ajuda ainda mais a criar um ótimo cenário para fotos, principalmente quando o sol está se pondo e o show de luzes é ativado para encerrar o dia.

Além disso, o espaço também recria a arquitetura dos jesuítas que foi levantada na região há centenas de anos, resultando em prédios rústicos e charmosos ao mesmo tempo.

Também é ótimo para fazer fotos, mas serve, acima de tudo, como uma atividade sensorial de apreciação.

Gastronomia do Marco das Três Fronteiras

Para quem gosta de experimentar o turismo através da comida, o ponto turístico oferece ótimas opções.

A primeira delas é o restaurante Cabeza de Vaca, conhecido por uma culinária mais local que oferece jantar e drinks, para quem busca a experiência completa. Além disso, o espaço também é acessível para cadeirantes e famílias com bebês.

Para quem é vegetariano e está com medo de não encontrar boas opções, nem se preocupe, pois o restaurante também inclui pratos livres de carne no cardápio.

Caso prefira um lugar mais arejado e aberto ao ar livre, a praça gastronômica do Marco das Três Fronteiras oferece comidas variadas e que prestam homenagem aos países que podem ser vistos do local, ou seja, Brasil, Argentina e Paraguai. Ou seja, prepare-se para comer cachorro-quente, tapioca, shawarma, pipoca e muito mais!

Atrações artísticas

Para além de fotos e comida, o Marco das Três Fronteiras também representa cultura. São feitas apresentações ao ar livre que podem ser prestigiadas pelo público todos os dias de funcionamento, entre terça-feira e domingo, a partir das 18h30.

Confira quais são:

  • A Lenda das Cataratas: a performance conta a história dos povos indígenas Naipi e Tarobá, responsáveis por dar vida às Cataratas do Iguaçu e que viveram um amor proibido;
  • Encenação do Minueto: a apresentação, marcada por ritmo animado e contagiante, vai além da música ao mostrar também um pouco da história da região;
  • Show das Três Fronteiras: o encerramento também é marcado por música e é usado para homenagear os três países vizinhos e seus ritmos característicos: o Brasil com o samba, a Argentina com o tango e o Paraguai com a polca.

Ingressos para o Marco das Três Fronteiras

Depois de conhecer todas as atrações disponíveis no local, um outro fator importante para a decisão de fazer – ou não – a visita é o orçamento disponível.

Pensando nisso, preparei uma lista com os valores do ingresso, além dos benefícios inclusos no pacote.

Preços dos ingressos

O valor integral da entrada, destinado às pessoas a partir de 12 anos, custa R$ 40 e cobra a taxa de R$ 2 para o Fundo Iguaçu, totalizando R$ 42.

Para crianças entre 6 e 11 anos, idosos a partir de 60 anos e estudantes/professores do estado do Paraná, está disponível a tarifa reduzida, uma forma de pagar o valor integral pela metade, ou seja, R$ 20.

É importante lembrar que aqui também é considerada a taxa do Fundo Iguaçu, então o valor final fecha em R$ 22 para os grupos citados.

Por fim, em alguns casos o ingresso também pode ser adquirido gratuitamente, mas apenas para as pessoas que já moram em Foz do Iguaçu. Assim, é preciso apresentar comprovante de residência no próprio nome e documento com foto para declarar estar apto ao benefício.

Além disso, crianças entre 0 e 5 anos acompanhadas de um responsável também estão isentas, e nesse caso o Marco das Três Fronteiras vale a pena ainda mais.

O que está incluso no ingresso?

Analise bem os benefícios que vêm junto com os ingressos antes de comprá-los. Compare o preço entre diferentes vendedores para saber qual está valendo mais a pena!

Preparamos uma lista com os principais serviços. Confira:

  • Passeio no Marco das Três Fronteiras;
  • Acesso à programação cultural;
  • Liberdade para visitar a Vila Cenográfica do local;
  • Acesso a um vídeo explicativo sobre o ponto turístico.

O que não está incluso no ingresso?

  • Hospedagem;
  • Transporte;
  • Alimentação;
  • Fotos profissionais;
  • Brindes e souvenirs.

Esta seção é muito importante porque ajuda a dimensionar as compras externas. Organize o dinheiro e a programação para aproveitar a viagem ao máximo, sem imprevistos maiores.

Dicas para aproveitar melhor a viagem ao Marco das Três Fronteiras

Viajar para Foz do Iguaçu, no Paraná, é o sonho de muita gente, mas um dos principais descuidos dos turistas é chegar no Marco das Três Fronteiras sem estar devidamente preparado. Quando isso acontece, uma viagem tão especial acaba tornando-se frustrante.

Por isso, elaboramos algumas dicas essenciais para que você não passe por isso e saia com a certeza de que visitar o Marco das Três Fronteiras vale a pena!

A primeira delas é pesquisar bem sobre as atrações antes de chegar lá. Com isso, você terá uma noção melhor sobre o que esperar, além dos horários em que cada evento acontece para que não perca nada.

As atrações culturais, como mencionamos anteriormente, envolvem uma união entre dança, interpretação e contação de histórias, então é indispensável assisti-las para tornar a sua visita ainda mais rica.

Outra dica essencial é escolher com atenção a data da viagem.

Evite a “alta temporada”, ou seja, aquele momento do ano em que muitas pessoas estão livres e costumam lotar os lugares. Isso costuma acontecer em junho/julho, durante férias escolares, ou dezembro/janeiro, com o recesso de fim de ano.

Por isso, se conseguir ir em algum momento mais livre, temos certeza que a experiência será ainda mais proveitosa. Com menos gente, tudo fica melhor: menos fila para comer e mais espaço para tirar fotos sem interrupção, por exemplo.

Por fim, a terceira dica retoma o que falamos logo no começo da seção: organize-se! Trazendo mais para o lado financeiro, um bom planejamento permite que você usufrua dos recursos de maneira mais completa, sem passar por imprevistos justo na viagem.

Visitar o Marco das Três Fronteiras vale a pena, mas Foz do Iguaçu é bem mais ampla e você pode aproveitar a oportunidade para conhecer outros pontos turísticos na cidade, incluindo a parte culinária, das lembranças, etc.

Onde ficar?

O Marco das Três Fronteiras, por englobar três países muito próximos, sendo eles o próprio Brasil, Argentina e Paraguai, existem opções de hotel em todos os territórios.

Para quem quer ficar o mais próximo possível do local, até mesmo para facilitar a locomoção, o American Portal del Iguazu e o Raices Esturion Hotel são ótimas alternativas.

Enquanto o primeiro possui mais avaliações positivas de acordo com o TripAdvisor, o segundo oferece opções mais baratas para o bolso do turista.

No entanto, caso você queira uma hospedagem 100% em solo brasileiro, nem se preocupe!

Existem algumas recomendações próximas também, como é o caso do Mabu Thermas Grand Resort, Bourbon Cataratas do Iguaçu Resort e o Grand Carimã Resort & Convention Center.

O Grand Carimã Resort & Convention Center oferece opções para além da acomodação, podendo ser mais eficaz para quem quer realizar compras com mais tranquilidade.

Outras atrações em Foz do Iguaçu

Ir até o Paraná para aproveitar apenas uma atração pode ser desperdício de tempo e dinheiro, afinal, se você vai conferir o Marco das Três Fronteiras pode ser ainda mais divertido aproveitar para conhecer os outros pontos turísticos da cidade.

Pensando nisso, elaboramos uma pequena lista com outros destinos que você pode visitar para fazer com que a viagem seja mais proveitosa. Confira!

  • Cataratas do Iguaçu: não tem como falar da cidade sem citar essa maravilha da natureza. Com as trilhas na natureza é possível passar por uma experiência sensorial completa com ótimas paisagens e sons incríveis;
  • Itaipu Binacional: para quem gosta de economia, conhecer uma das principais usinas geradoras de energia do mundo pode ser um adicional indispensável à viagem. Acompanhado por guias, a experiência torna-se ainda mais completa;
  • Mesquita Muçulmana e Templo Budista Chen Tien: ambas as opções são ótimas para as pessoas que querem conhecer um pouco mais sobre religiões diversas no Brasil. Antes de ir aos locais, certifique-se sobre os horários disponíveis;
  • Bares de Gelo: o Dream Ice Bar e o Ice Bar Brasil são compostas por gelo e prometem ser uma experiência única para quem gosta de frio e, acima de tudo, de diversão!

O Marco das Três Fronteiras vale a pena? Prós e contras do passeio

Após ter conhecido mais sobre o lugar de modo geral, como suas principais atrações e preço de entrada, chegou o momento decisivo para escolher se o Marco das Três Fronteiras vale a pena a visita ou não.

Para ajudar, separamos alguns aspectos para que você possa analisar o que mais importa em sua decisão.

Pontos positivos

  • A vista do Marco das Três Fronteiras é o maior destaque do local. É ideal para fazer fotos mais produzidas ou apenas observar a beleza do pôr do sol e da arquitetura deslumbrante.
  • As atrações culturais, como mencionamos anteriormente, também merecem destaque por contarem a história do lugar de modo didático e emocionante. Além disso, são gratuitas!

Pontos negativos

  • Apesar de ser amplo, o espaço não tem uma programação fixa que prenda o turista. Quem vai mais cedo e quer esperar pelas apresentações pode ficar entediado depois de um tempo sem saber o que fazer.
  • Somado a isso, o Marco das Três Fronteiras também pode lotar muito rápido, resultando em filas e alta movimentação. Para impedir isso, pode ser interessante marcar a viagem para a baixa temporada.

Com esses fatores em mente, basta avaliar se a visita realmente vale a pena. Apesar de lindo, pode acabar sendo frustrante se você não levar em consideração os pontos negativos também. Se decidir ir, desejamos uma ótima viagem!

Perguntas e Respostas

Quanto tempo dura o passeio no Marco das Três Fronteiras?

O ingresso que garante entrada ao local não possui duração fixa. O turista pode explorar os diferentes espaços entre 15 e 21 horas de terça-feira a domingo.

Qual o melhor horário para visitar o Marco das Três Fronteiras?

Muitos visitantes consideram o fim da tarde, por volta das 17h, como o melhor horário de visita. O pôr do sol é encantador, além do show de luzes no começo da noite e as apresentações culturais gratuitas.

O que tem no Marco das Três Fronteiras?

A principal atração é o Obelisco e a fonte ao seu redor, mas as apresentações culturais e as opções de comida típica também tornam a experiência ainda melhor.

Quanto paga para entrar no Marco das Três Fronteiras?

Pessoas entre 12 e 60 anos pagam R$ 42. Crianças entre 6 e 11 anos, idosos a partir de 60 anos e estudantes/professores do estado do Paraná pagam R$ 22, enquanto os moradores de Foz do Iguaçu e crianças entre 0 e 5 anos não precisam pagar nada para entrar. Nesses casos, a visita ao Marco das Três Fronteiras vale a pena ainda mais!