Foz do Iguaçu em janeiro: como aproveitar durante o mês?

Sem dúvida, viajar para Foz do Iguaçu pode ser uma experiência incrível. Porém, é sempre importante pesquisarmos bem antes de viajar. Portanto, se você vai para Foz do Iguaçu em janeiro, precisa ter as melhores informações!

Afinal de contas, tudo o que nós não queremos é o tempo ruim ou falta de opções de passeios em determinada época do ano arruíne a nossa viagem . Então, se você está pensando em visitar Foz do Iguaçu em janeiro, confira a seguir como fica a cidade nesse mês e quais os melhores passeios!

Como é Foz do Iguaçu em janeiro?

Em Foz do Iguaçu, Paraná, as estações são bem definidas. Por isso, em janeiro faz bastante calor e o tempo fica chuvoso. A média de temperaturas nessa época do ano é quase sempre superior a 30°C e o volume de chuva chega perto dos 200 mm.

Embora não pareça, o calor intenso e o volume maior de chuvas em Foz do Iguaçu em janeiro tem suas vantagens para quem quer visitar os principais pontos turísticos.

Por exemplo, por causa do aumento dos índices pluviométricos, as famosas Cataratas atingem o seu potencial máximo e a queda de água fica bastante volumosa.

Então, prepare-se para tomar um banho bem refrescante durante o passeio. Contudo, se a vazão de água for muito alta, o spray de água pode prejudicar um pouco a visualização da Garganta do Diabo.

Em contrapartida, janeiro também é um ótimo mês para visitar a Usina Hidrelétrica Itaipu. Por causa das chuvas, há mais chances de as comportas de Itaipu estarem abertas, o que torna a visita à usina ainda interessante.

De qualquer forma, vale a pena lembrar que o calor é intenso em Foz do Iguaçu em janeiro. Por isso, lembre-se de usar roupas leves, passar protetor solar e sempre levar uma garrafinha de água.

Além disso, é normal que os pontos turísticos e os passeios fiquem mais cheios por causa do período de férias escolares. Então, fique atento!

O que fazer em Foz de Iguaçu em janeiro?

Sem dúvida, quando pensamos em visitar Foz do Iguaçu, logo queremos nos planejar para conhecer as Cataratas. Mas, embora esse passeio seja realmente imperdível, você pode fazer muito mais na cidade durante o verão.

Então, confira a seguir os melhores lugares para visitar em Foz do Iguaçu em Janeiro!

1. Centro de Altos Estudos da Conscienciologia (Ceaec)

O Centro de Altos Estudos da Conscienciologia (Ceaec) é a primeira organização científica, não governamental, sem fins lucrativos, não partidária e não religiosa dedicada integralmente a cursos e pesquisas na área da Conscienciologia.

O Ceaec foi criado em 1995 e está localizado em uma área verde de 7 milhões de metros quadrados. Lá os visitantes podem conhecer melhor o passado, entender o presente e planejar o futuro.

No Ceaec você pode visitar os laboratórios (Tertuliarium, Acoplamentarium e Holociclo) e a exposição de artefatos do saber, a Holoteca. Lá você também pode conhecer a Aleia dos Gênios da Humanidade, que contém mais de 170 bustos de personalidades que se destacaram ao longo da história, em várias áreas do conhecimento.

Se você tem interesse em saber mais sobre a Conscienciologia, você pode se inscrever nas Dinâmicas Parapsíquicas que a organização oferece. Para isso, você deve fazer a inscrição no local antes do início da atividade. Porém, é importante acessar o site do Ceaec para verificar as recomendações e orientações para que você possa aproveitar ao máximo a experiência.

2. Foz do Iguaçu Park Show (Complexo Dreamland)

Outro lugar que você não pode deixar de visitar em Foz do Iguaçu em janeiro é o Complexo Dreamland. Ele está localizado em uma das principais avenidas da cidade, a Avenida das Cataratas.

Estas são as principais atrações do ponto turístico:

Super Carros

Super Carros é o passeio perfeito para os apaixonados por carros, pois você terá a oportunidade de dirigir ou pegar carona em alguns dos modelos esportivos mais cobiçados, como o Camaro e a Ferrari.

Dreams Motor Show

Por outro lado, os amantes de motos vão se apaixonar pelo Dreams Motor Show. Lá você vai encontrar uma exposição de motocicletas desde as mais raras e exclusivas, até os modelos customizados e os clássicos. Além disso, o museu também tem bar e restaurante temático e espaço para encontros e eventos.

Dreams Ice Bar

Para driblar o calor do verão, que tal visitar o maior bar de gelo do Brasil? O Dreams Ice Bar tem mais de 300 m² e é completamente revestido de gelo, desde as paredes, a decoração e os móveis.

Se você visitar a atração é melhor se preparar. Embora eles ofereçam casaco e luvas, não se esqueça de levar uma roupa quente e sapatos fechados, pois a temperatura lá é de -15°C. O ingresso para o Dreams Ice Bar também inclui open bar para os adultos e chocolate gelado e outras opções de bebidas sem álcool para as crianças.

Dino Aventura

O Dino Aventura é um passeio radical que une tirolesa e arvorismo realizado dentro do Vale dos Dinossauros. Para começar você deverá atravessar as pontes de arvorismo que tem cerca de 60 metros de comprimento e 12 metros de altura em meio a selva.

Em seguida, para finalizar, você vai descer uma tirolesa de quase 100 metros de comprimento de 15 metros de altura.

Vale dos Dinossauros

Construído como uma mata e com clima pré histórico, o Vale dos Dinossauros possui 30 réplicas em tamanho real de animais pré-históricos que se movimentam e produzem sons. Eles ficam espalhados em uma trilha em meio a mata, com cachoeiras e lagos arredores.

As principais atrações do Vale dos Dinossauros são o Gigantossauro, com 14 metros de altura, e o Tiranossauro Rex, que mede 14 metros de altura e 20 metros de comprimento.

Museu de Cera

O Museu de Cera do Dreamland é o maior da da América Latina. Ele possui mais de 100 esculturas em tamanho real de personalidades nacionais e internacionais. Além disso, lá você também encontra vários personagens do cinema e um cenário inteiro de Star Wars.

Maravilhas do Mundo

Na exposição Maravilhas do Mundo você pode viajar pelo mundo sem sair do lugar. Ele fica no mezanino do Museu de Cera e possui 40 réplicas dos principais monumentos do mundo, como o Cristo Redentor, o Palácio Taj Mahal e a Torre Eiffel.

No site do Dreamland, o ingresso para as atrações custa cerca de R$ 95,00 cada. Porém, algumas pessoas têm direito a meia entrada. Além disso, eles também oferecem um pacote com todas as atrações que geralmente sai mais em conta.

3. Complexo Itaipu

A Usina Hidrelétrica de Itaipu é a segunda maior do mundo. Por ser uma hidrelétrica binacional, tanto o Brasil como o Paraguai usam a sua energia. Atualmente, o complexo é responsável por abastecer cerca de 19% da produção de energia brasileira.

Além da usina em si já ser um atrativo turístico, a empresa também promove algumas atividades turísticas para estimular o desenvolvimento da região de fronteira entre Argentina, Brasil e Paraguai.

Veja alguns passeios que você pode fazer no Complexo Itaipu!

Itaipu Especial

A visita Itaipu Especial nos permite conhecer a história e a tecnologia da Usina Elétrica de Itaipu, além de destacar a interligação entre os países responsáveis pela empresa.

Durante o passeio você poderá entrar em uma das catedrais de concreto e observar como funciona uma das unidades geradoras. Além disso, você vai poder observar o trabalho na sala interna de comando e conhecer as principais áreas externas de Itaipu.

Itaipu Panorâmica

O passeio Itaipu Panorâmica permite que os visitantes vejam a usina de vários ângulos diferentes. A visita é realizada de ônibus no topo da barragem e permite observar os seus mais de 7 mil metros de extensão.

Itaipu Ecomuseu

O Itaipu Ecomuseu recria cenários desde o período pré-histórico até a povoação da cidade de Foz do Iguaçu e a construção da Usina. O espaço também possui uma maquete de 76 metros da região trinacional que a usina ocupa.

Outra atração do Itaipu Ecomuseu é a Ciência na Esfera, uma ferramenta que ilustra a Terra e seus diferentes processos e fenômenos atmosféricos, ecológicos, geológicos, oceanográficos, entre outros.

Itaipu Refúgio Biológico

O passeio Itaipu Refúgio Ecológico nos leva por uma trilha de 2 km de caminhada em meio a floresta nativa. A unidade de proteção foi criada para preservar a fauna e a flora durante o processo de construção da usina. Ao todo, são 50 espécies de animais e 960 espécies de plantas que vivem no Refúgio Biológico Bela Vista.

Itaipu By Bike

O Itaipu By Bike é o mais novo passeio da Usina de Itaipu. Ele é realizado de bicicleta nas trilhas e ciclovias do complexo, permitindo que os grupos aproveitem toda a grandiosidade e as paisagens incríveis da região.

O percurso possui 17 km e é guiado por um monitor. Em média, o passeio dura 1h30 e são realizadas 4 paradas. Por ser um passeio que exige um esforço físico moderado, é importante ter um bom condicionamento físico, além de estar bem alimentado e hidratado.

Você pode adquirir todos esses passeios diretamente no site oficial da Itaipu Binacional.

4. Feirinha da JK

A Feirinha da JK fica no começo da Avenida Juscelino Kubitschek, no centro da cidade. Ela funciona aos domingos, das 08h00 às 12h00.

Essa feira tradicional reúne vários produtores da região e artesãos. Ao todo, são mais de 40 pontos de venda onde você encontra de tudo um pouco.

Visitar a Feirinha da JK em Foz do Iguaçu em janeiro é uma ótima forma de conhecer a cultura e a gastronomia da região. Além disso, lá é o lugar perfeito para tomar um café da manhã no domingo antes de sair para conhecer os pontos turísticos da cidade.

5. Parque das Aves

Outro passeio ao ar livre perfeito para fazer em Foz do Iguaçu em janeiro é visitar o Parque das Aves. Como o próprio nome sugere, o objetivo do parque é preservar as aves da Mata Atlântica, especialmente as que estão em risco de extinção.

Ao todo, o Parque das Aves tem mais de 1.300 exemplares de 130 países, sendo que a maior parte das aves do local vieram de apreensões do tráfico de animais.

Durante a visita, você poderá entrar em viveiros e borboletários. Assim, você tem uma experiência única de contato próximo com os animais. Além disso, você também pode conhecer mais sobre o trabalho que o parque realiza para reverter a crise de conservação dessas aves e da Mata Atlântica.

Além da visita tradicional ao Parque das Aves, também é possível contratar no site da instituição dois tipos de passeios: o Forest Experience e o Backstage Experience.

No Forest Experience você vai mergulhar na cultura dos Índios Guaranis em meio à Mata Atlântica comendo um jantar tradicional indígena em volta da fogueira. Por outro lado, no Backstage Experience, você vai conhecer os bastidores do trabalho de preservação realizado no parque, ter contato com algumas aves e alimentar flamingos e tucanos.

6. Parque Nacional do Iguaçu

O Parque Nacional do Iguaçu é conhecido como a Casa das Cataratas. Além de abrigar as principais quedas de água de Foz do Iguaçu, o lugar também possui a maior remanescente de Mata Atlântica do Sul do Brasil. No total, somando os parques brasileiros e argentino, o Parque Nacional do Iguaçu tem mais de 2.300 km² e 275 quedas de água.

Além de observar as Cataratas, estes são alguns passeios que você pode fazer no parque durante o verão:

  • Macuco Safari + Cachoeirismo: inclui trilha com transporte elétrico, caminhada de 600 metros, passeio de barco e visita a cachoeira.
  • Macuco só selva: inclui passeio guiado em meio a Mata Atlântica. Nele você vai aprender mais sobre a fauna e a flora local e observar a cachoeira.
  • Macuco Safari + Rafting: inclui passeio pelo Rio Iguaçu e descida pelas corredeiras com bote inflável.
  • Voo de helicóptero: inclui passeio sobre o Parque Nacional do Iguaçu, a Usina de Itaipu e as Fronteiras do Brasil, Argentina e Paraguai.

Sem dúvida, há muito o que fazer em Foz do Iguaçu em janeiro. Por causa do verão, esse mês é perfeito para fazer passeios ao livre.

Gostou das nossas dicas? Então, continue acompanhando tudo no Mala Pronta Foz!