Cataratas do Iguaçu Valem a Pena? Tudo o que você Precisa Saber!

As Cataratas do Iguaçu são uma das maravilhas da Natureza, um show impossível de se copiar. Então, vamos saber se as Cataratas do Iguaçu valem a pena?

Com 275 quedas alimentadas pelo Rio Iguaçu, as Cataratas estão 80% na Argentina. Lá, é protegida pelo Parque Nacional Iguazú, criado em 08 de outubro de 1934. Além disso, fica 20% no Brasil, protegida pelo Parque Nacional do Iguaçu, criado em 10 de janeiro de 1939.

Essa maravilha possui trilhas de 1250 metros (lado brasileiro) e 1100 metros (lado argentino) e quedas que vão de 60 a 82 metros de altura. É lá que você conhece um abismo super convidativo chamado Garganta do Diabo.

Apesar do nome, saiba que a vista é incrível. Esse abismo possui 82 m de altura, 150 m de largura e, aproximadamente, 700 m de comprimento e é apenas uma das inúmeras belezas que você encontrará em sua viagem.

Então, se preparem e confiram no artigo tudo o que é preciso saber para decidir se as Cataratas do Iguaçu valem a pena!

Localização

Para começar sua viagem, o primeiro ponto é saber onde estão localizadas as Cataratas, como chegar, lugares próximos para aproveitar ainda mais e informações consideradas obrigatórias para que tudo comece sem preocupações.

Vamos lá?

Onde fica?

Localizadas bem no meio da fronteira entre Brasil e Argentina, as Cataratas do Iguaçu estão no Parque Nacional do Iguaçu, na região oeste do Paraná, pelo lado brasileiro.

Através da cidade de Foz do Iguaçu, você pode visitar ambos os lados das Cataratas e ainda conhecer mais da cidade.

Lugares próximos

Próximo ao Parque Nacional do Iguaçu, você encontra:

Como chegar?

Para ter acesso às Cataratas, primeiro você precisa entrar pelo Centro de Visitantes do Parque Nacional, que está a 18 km do centro da cidade de Foz do Iguaçu. Daqui você pode pegar um transfer ou alugar um carro.

Normalmente, os visitantes fazem a viagem de avião até o Aeroporto Internacional Foz do Iguaçu/Cataratas, localizado a 12 km do centro da cidade e a 4 km do Parque Nacional. Existem voos diretos de Curitiba, São Paulo, Campinas e Porto Alegre.

Já para quem prefere aproveitar a passagem e fazer uma viagem de carro, você irá pela BR 277, principal estrada do estado do Paraná. A cidade de Foz encontra-se a 640 km de Curitiba, PR.

Outro meio de transporte é a viagem de ônibus, partindo de Curitiba até Foz, com duração de 11 horas. Se vier de São Paulo, a viagem é ainda mais longa, totalizando 20 horas de ônibus.

Qual a Melhor época para conhecer as Cataratas do Iguaçu?

Saiba que você precisará de, no mínimo, 2 dias para aproveitar o que essa visita tem a oferecer. Não existe época do ano boa ou ruim, já que as Cataratas estão abertas durante todo o ano e com uma beleza incrível. O que pode variar é a vazão da água.

Durante o verão, a quantidade de água aumenta por conta das chuvas, por isso elas ficam mais volumosas. Já durante o inverno, período de seca, a quantidade de água diminui e as Cataratas terão menos água.

Todavia, você pode curtir a visão da mesma forma.

Horário de funcionamento e ingresso

Essa parte é muito importante e você precisa buscar o máximo de informações possíveis antes da sua viagem. O horário de funcionamento para visita às Cataratas é variável de acordo com a época da sua viagem e, durante o período da pandemia, o Parque trabalha com horários diferenciados.

O horário padrão é o funcionamento do Parque das Cataratas durante todos os dias da semana, das 08 hrs às 16 hrs para entrada de visitantes. O primeiro ônibus parte do Centro de Visitantes às 08 horas e o último retorna do Espaço Porto Canoas às 17:30 hrs.

Para brasileiros, os valores dos ingressos são:

  • R$ 11,00 para crianças de 02 a 11 anos e R$ 45,00 para jovens acima de 11 anos e adultos;
  • Idosos acima de 60 anos: R$ 11,00.

O ingresso para a entrada do Parque Nacional do Iguaçu é vendido exclusivamente no site oficial das Cataratas, porém você pode adquirir o ingresso do Macuco Safari, primeira parada do ônibus, com agências de turismo ou direto na bilheteria.

O parque ainda possui estacionamento das 07 hrs às 18 hrs.

Percurso e hospedagem

O ônibus panorâmico, que percorre o Parque, faz um percurso com três paradas.

A primeira é a parada do Macuco Safari, onde podem ser feitos vários passeios como Rafting, Cachoeirismo, passeio de barco pelas Cataratas e trilhas na Selva.

No passeio de barco do Macuco Safari lembre-se de ter uma capa de chuva à mão para ter certeza de não se molhar com as quedas d’água, que se dispersam bastante, e uma roupa para trocar, caso se molhe.

Logo em seguida tem a parada da Trilha das Cataratas. É nesse lugar em que também está o Hotel das Cataratas.

Existem diversos locais para hospedagem em Foz do Iguaçu, perto das Cataratas, mas se você deseja acordar com a visão das belas quedas d’água então o Hotel das Cataratas é a sua escolha.

Para concluir, a terceira parada é onde fica a área de alimentação, com restaurantes e lanchonetes, além do acesso ao elevador panorâmico, conhecido como Espaço Porto Canoas.

O que os guias recomendam é que, aqueles que desejam fazer o passeio da Trilha das Cataratas, desçam na segunda parada, pois aproveitam a descida da passarela e evitam a subida das escadas.

O que fazer além das Cataratas do Iguaçu?

Visitar as Cataratas é o primeiro pensamento para os brasileiros que vão à Foz do Iguaçu. Entretanto, além dos passeios oferecidos pelo Parque das Cataratas, existem vários outros que vale a pena visitar e a grande maioria está no centro de Foz do Iguaçu.

Aproveite que está em Foz do Iguaçu e conheça ainda mais lugares e todos os passeios disponíveis. Confira abaixo alguns pontos turísticos bastante visitados por brasileiros e argentinos.

Marco das três fronteiras

No marco das 3 fronteiras você consegue visualizar as 3 fronteiras (Brasil – Argentina – Paraguai) e o encontro dos rios Paraná e Iguaçu. A chamada tríplice fronteira possui um marco de cada país.

Cada cidade (Foz do Iguaçu, Ciudad del Este e Puerto Iguazú) criou monumentos com as cores de suas bandeiras. O Marco, no lado brasileiro, possui a mesma administradora do Parque e para ter acesso ao mirante é cobrado o valor de R$ 15,00.

Como o mirante depende de uma boa visibilidade, a dica é visitar o lugar apenas quando o tempo estiver limpo.

Templo Budista Chen Tien

O Templo Budista Chen Tien foi construído em Foz do Iguaçu em 1996 pela comunidade chinesa que vive na tríplice fronteira. O Templo possui uma estrutura magnífica e é impossível não sair maravilhado com o que conhece.

Segundo visitantes, você consegue sentir o equilíbrio das energias, a paz revigorante que emana do lugar. Nos jardins do Templo você ainda é contemplado com uma vista completa da Ciudad del Este, rodeado por esculturas de budas e seus guardiões.

O piso térreo do templo é aberto para visitação, mas não é permitido fotografar a área interna. A dica do lugar é visitar com tempo de sobra para apreciar cada detalhe e renovar suas energias em contato com a natureza e com o que está a sua volta.

Parque das Aves

Do Parque das Cataratas você consegue ter acesso ao Parque das Aves apenas caminhando, podendo ser feito ambos os passeios no mesmo dia, caso não tenha optado por fazer o Macuco Safari.

O Parque das Aves é um santuário com 16 hectares de reflorestamento criado em 1994. Atualmente, considerado o maior parque de aves da América Latina, é um local de pesquisa e preservação das espécies. Você encontra nele o maior viveiro de araras do Continente.

O mais interessante é que você tem a experiência do contato direto com as aves. Enquanto caminha pelo Parque, elas sobrevoam o local e interagem com os visitantes. A maioria das aves existentes foi resgatada do comércio ilegal e maus tratos.

Usina hidrelétrica de Itaipu

Após visitar as Cataratas do Iguaçu, a usina hidrelétrica é considerada um dos principais pontos turísticos de Foz do Iguaçu. Essa está localizada na fronteira entre Brasil e Paraguai.

Nos seus tempos de esplendor, a usina foi uma das candidatas a uma das 7 maravilhas do mundo moderno. Hoje, tornou-se um complexo turístico gigantesco com diversos passeios e atividades que levam um dia inteiro sem que se perceba.

A usina está a 15 minutos do centro de Foz, se o seu transporte for um carro. Você tem acesso ao complexo através do Centro de Visitantes e lá você já escolhe todos os passeios que deseja ou pode escolher com antecedência pela internet.

Ao todo, são ofertados 8 tipos de passeios como passeio de barco pelo lago artificial da usina ou visitação ao Refúgio Ecológico Bela Vista, por exemplo. A ideia da usina é mostrar o que se está fazendo para reparar os danos ambientais causados pela sua construção.

Vale dos Dinossauros

O Parque Vale dos Dinossauros é pequeno, mas bem ambientado, e pode fazer a festa da criançada – além daqueles que amam a temática “Jurassic Park“. Os dinossauros são modelos animados eletronicamente e entregam uma visita interessante.

Fica a dica para transformar a viagem dos pequenos em uma aventura ainda mais bacana.

Puerto Iguazú

No lado argentino, Puerto Iguazú pertence à província de Misiones, na Argentina, e tem as Cataratas do lado da sua localização, a 18 km da área. A cidade é uma das integrantes da área urbana da Tríplice Fronteira e é bastante conhecida pelos turistas.

A feira da cidade é especializada em iguarias como queijos, empanas, alfajores, etc. Além disso, existem inúmeras lojas com diversas ideias de presentes e souvenirs da viagem. Essa seria a versão das compras argentinas.

Você ainda pode aproveitar alguns restaurantes e bares do local. E, não poderia faltar a maior Duty Free do mundo, um shopping pequeno, mas que tem todos os produtos das Duty Free de outros locais por um preço bem mais acessível. Vale a pena ir a Puerto Iguazú.

Aproveitar a fronteira com o Paraguai

Impossível estar a um passo e não fazer compras no Paraguai. Existem tours de compras para o país que saem bem cedo para que todos aproveitem ao máximo.

Lembre-se que você está em um país diferente e, consequentemente, a moeda também é diferente. Portanto, se você deseja comprar no Paraguai, se antecipe e vá a uma casa de câmbio para trocar o real pela moeda do país.

O máximo de distância que se pode percorrer dentro do país livremente, ao sair por Foz do Iguaçu é 30 km de distância da fronteira. Além disso, desde 2020 existe um limite de compras que pode ser feito no exterior.

Nos casos de viagens que podem ser feitas caminhando pela fronteira, o limite é de 500 dólares por pessoa e por mês – isso não é por país, mas geral. Se o valor passar o limite, você pagará imposto de 50% em cima do valor ultrapassado, ou seja, em cima do que foi além dos 500 dólares.

Tenha bastante atenção com esses detalhes para que sua viagem não se torne um problema.

Cataratas do Iguaçu valem a viagem? Prós e contras do local

Como todo lugar e toda viagem, nada é perfeito. Sempre existem pontos positivos e negativos. Por mais que tudo esteja maravilhoso, algo vai te deixar pensando que poderia ser melhor.

Com base nisso, separamos os pontos positivos e negativos relatados por alguns turistas que fizeram a viagem às Cataratas.

Pontos positivos

  • Conhecer as Cataratas do Iguaçu e a Garganta do Diabo
  • Ter acesso à Usina hidrelétrica, uma das candidatas às 7 maravilhas do mundo moderno;
  • Ter contato e acesso à cultura de dois Países diferentes;
  • Apreciar o contato com a Natureza;
  • Fazer compras de produtos com preços bem abaixo do mercado;
  • Renovar as energias no Templo Budista.

Pontos negativos

  • A viagem às Cataratas e andar dentro do parque é cansativo;
  • Se não for uma pessoa controlada, pode gastar muito em comprar na Argentina e Paraguai;
  • Para comprar nos outros países você precisa se lembrar de trocar a moeda;
  • Alguns passeios e atividades possuem um preço um pouco alto;
  • Se for em um dia com tempo ruim, pode ser que perca o melhor de algumas atividades;
  • Dependendo da época da viagem, os preços de passagens e hospedagem podem estar bem acima do esperado.

Vale mesmo a pena ir para as Cataratas do Iguaçu?

As Cataratas do Iguaçu são 275 quedas d’água, originadas por uma falha geológica que levou o Rio Iguaçu a desaguar nesse lugar. Pode-se dizer que parece ter sido algo proposital, criado pela natureza para levar o Rio Iguaçu até ali. Proposital ou acidental, a verdade é que se criou uma das maiores belezas existentes na natureza.

Somente por esse ponto, já se tem um forte argumento para valer a pena viajar até as Cataratas, mas fortalecendo a ideia, vimos aqui no artigo como culturas de 3 países se uniram, compartilham histórias e convivem juntas na tríplice fronteira.

Você ainda encontra um santuário de aves e uma usina hidrelétrica que busca reparar, da forma correta, os danos ambientais causados pela sua construção. Além de tudo isso, você conhece um pouco mais da cultura brasileira, passeando pela cidade de Foz do Iguaçu.

Com toda a certeza, vale a pena visitar as Cataratas do Iguaçu e se maravilhar com a famosa Garganta do Diabo.

Perguntas e respostas

Quanto paga para entrar nas Cataratas do Iguaçu?

Para se ter acesso ao Parque das Cataratas do Iguaçu, os valores variam de acordo com a idade do visitante. O ingresso custa R$ 11,00 para crianças de 02 a 11 anos, R$ 45,00 para jovens acima de 11 anos e adultos e ainda R$ 11,00 para idosos acima dos 60 anos. Entretanto, é importante entrar em contato com antecedência para confirmar o horário de funcionamento, que pode variar a depender da época da sua viagem.

Onde ficam as Cataratas do Iguaçu no Brasil?

As Cataratas do Iguaçu estão localizadas exatamente na fronteira entre Brasil e Argentina, mas o lado brasileiro está localizado no Parque Nacional do Iguaçu, na cidade de Foz do Iguaçu, região oeste do estado do Paraná.

Quanto tempo dura a visita nas Cataratas do Iguaçu?

Se você vai ao Parque das Cataratas apenas para contemplar e tirar fotos da beleza natural das quedas du2019água, então a visita dura no máximo 2 horas, tempo suficiente para se divertir e curtir bastante o local. Caso você opte pelo passeio do ônibus panorâmico e por fazer algumas das atividades do Macuco Safari, então o tempo vai depender do passeio e da atividade escolhida. Lembrando que o primeiro ônibus sai do Centro de Visitação às 08 da manhã e o último retorna às 17:30 hrs.